... Expressividade ...

"Decifra-me mas não me conclua, eu posso te surpreender! - Clarice Lispector

Textos


O século do barulho e ao mesmo tempo o século do silêncio... Ambos exageradamente arrogantes! Enquanto há gritos, vozes altivas, posicionamentos empurrados goela abaixo. Há quem se frustre calado, engolindo palavras que querem ser ditas, bebendo uma espécie de "maturidade" alterada com 0,6% de razão misturada a 93% de medo de enfrentar tanto barulho.
 
Uns acreditam que silenciar e sabedoria... Outros que gritar, forçar ser ouvido e uma espécie de auto afirmação de seus sentimentos e ideais que devem ser espalhados em um megafone ideológico.
 
Porque todos os políticos quando em cima de um palanque berram? Acham que falar gritando irão impor suas ideias? Porquê diante de um tribunal, impera o silêncio enquanto um fala? Simples, porque devemos compreender, a ideia da defesa e assim, dá chance de ouvir "as verdades" de quem é vítima ou acusado?
.
Lacan mergulha no homem sapiens e traduz que minha boca fala o que o coração ta cheio... E o outro escuta amontoado dentro de si o medo ou a felicidade da expectativa do outro que me descobre ou que me esconde do que verdadeiramente se concorda ou não... Silêncio é medo, diálogo é maturidade.
Mone TCarmo
Enviado por Mone TCarmo em 04/11/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Simone T Carmo, www.monetcarmo.prosaeverso.net) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras