... Expressividade ...

"Decifra-me mas não me conclua, eu posso te surpreender! - Clarice Lispector

Textos

Auto - Amor
O primeiro passo para o auto amor é a aceitação de quem somos, sem querer mais e mais estética, estar com o corpo no shape da moda, vestir roupas de marca e ter muitos títulos para provarmos nossa inteligência por aí.

Quanto mais mergulhamos nesse mundo mais frustrados e infelizes nos sentimos. Já reparou? Você acha mesmo que esse é o caminho? Te afirmo com certeza: não é! Quando percebemos que somos bons sendo o que somos abandonamos essa necessidade compulsória pelo ter e aparentar ser e passamos somente a Ser, no sentindo mais profundo da palavra. Seus valores são o seu caráter, a sua atitude diante da vida, o amor que você cultiva.

Não precisamos nos inferiorizar diante daqueles que julgamos ser melhores que nós! Todos são iguais perante Deus. Encare a vida da forma como quiser e de acordo com o que vibra em seu coração e abandone o que dizem sobre como você deve ser e sobre quem você deve ser. Só quando nos damos conta do quanto as ilusões do mundo material nos frustram é que passamos a questionar o sistema.

Liberte-se dele e encontrará a paz!
Mone TCarmo
Enviado por Mone TCarmo em 28/07/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Simone T Carmo, www.monetcarmo.prosaeverso.net) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras