... Expressividade ...

"Decifra-me mas não me conclua, eu posso te surpreender! - Clarice Lispector

Textos


                                              Texto de 2013.
.                             Tela de Silroad Saxman


 
Se um dia alguém quebrar a visão bonita que tens de si,  com muita paciência e amor reconstrua-se!
 
Assim como o artesão têm o poder de recupera a peça mais valiosa quê por algum motivo quebrou-se... Ele jamais duvidará de sí e de sua capacidade de reconstruir. Afinal, essa é a tarefa que requer paciência, tempo e dedicação. E ao concluir seu trabalho, se tornará sua arte mais valiosa.
 
Identifique o artesão dentro de ti, tu és à criação mais valiosa! 

Não olhe para trás! Não olhe para os lados! Olhe somente para dentro, lá no fundo de sua alma repleta de medo, de angustias, de frustração... Olhe bem! E com olhos de artesão perceba os espaços trincados... Identifique e resgate ou crie o desejo de se permitir reconstruir-se! 

Deixe o teu lado mas bonito, natural e verdadeiro vir a tona!

Se permita renascer dos cacos, das amarguras, das decepções e se torne uma alma humana mais bela... Mas simples, mais verdadeira consigo mesmo. E tudo ao teu redor brilhará!

Os bons de coração, por ti serão atraídos e teu sorriso será o teu melhor escudo. E assim, tu só quebráras e voltarás a ser caco de medo, angustias, vergonha, frustração. Se tu mesmo sabotares tua mais dedicada reconstrução.
 
Crie este universo agradável para si, se ame e se respeite e identifique os sentimentos com capacidade de lhê desmoronar, faça o exercício de doma-lós!

Perceberás, que o mundo ao teu redor agradecerá o seu trabalho, empenho e dedicação...
.                             .... a ti mesmo.!!
MoneCat
Enviado por MoneCat em 07/05/2017
Alterado em 07/05/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Elasendopoesia) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras