... Expressividade ...

"Decifra-me mas não me conclua, eu posso te surpreender! - Clarice Lispector

Meu Diário
21/12/2017 15h45
Aprendi...

☘🍀🍃😘🍀🍃😘☘🍀🍃😘☘🍀🍃


Publicado por Monet Carmo em 21/12/2017 às 15h45
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
21/12/2017 14h29
21 de Dezembro...

🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃


Publicado por Monet Carmo em 21/12/2017 às 14h29
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Elasendopoesia).
 
20/12/2017 00h52
Não saí...

🎶🎶🎶🎶🎶🎶🎶🎶🎶🎶🎶

Não ha beleza,

Só a melancolia, que não sai de mim;

Não sai...

🎶🎶🎶🎶🎶🎶🎶🎶🎶🎶🎶


Publicado por Monet Carmo em 20/12/2017 às 00h52
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Elasendopoesia).
 
17/12/2017 23h58
Tentei... E ainda tento (mesmo lutando pra não tentar!)

😶😶😶😶😶😶😶😶😶😶😶😶😶😶


Publicado por Monet Carmo em 17/12/2017 às 23h58
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Elasendopoesia).
 
17/12/2017 20h58
Dias depois de tua partida, escrevi!

hoje eu queria que você soubesse que enquanto beija outros lábios eu pensei em você 49 vezes. enquanto suas mãos tocavam outro corpo, meu corpo implorava por um toque seu. meu corpo ainda tem um pouco das tuas marcas.

enquanto você ri de outro riso, eu choro ao lembrar da crueldade da vida e do quanto nossos últimos dias foram pesados demais para nós dois. hoje eu queria falar sobre dor, porque se fosse possível, eu te arrancaria do meu peito e lançaria fora todas as memórias tuas.

ainda sinto o teu cheiro por aqui.

dói mais nesses dias frios, quando me sinto solitária e o nó em minha garganta sai cortando toda palavra que eu queria poder te dizer.

mas eu duvido, meu bem, que tenha esquecido o gosto dos meus lábios e daquele dia em que nossos corpos se encontraram pela última vez, e eu te olhava e você sussurrava em meus ouvidos que não queria que não seria à última vez (infelizmente foi).

ainda estou tentando me reencontrar sem você.

por favor,

me ensine,

me diga como é olhar aqueles lábios e tocar outros cabelos sem lembrar dos últimos três encontros onde trouxe você pra mim!

me ensine, pois mereço ser feliz.

estou te deixando ir.

me deixe ir também.

.

.


Publicado por Monet Carmo em 17/12/2017 às 20h58
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Elasendopoesia).



Página 9 de 101 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras