... Expressividade ...

"Decifra-me mas não me conclua, eu posso te surpreender! - Clarice Lispector

Meu Diário
30/05/2018 11h59
Para homens Pequenos.... (Helena Ferreira)

Homens pequenos não suportam a grandeza de mulheres loucas.

Eles não suportam a risada exagerada delas
a inteligência para assuntos complexos
a visão que elas têm sobre a vida
Sobre a felicidade que a liberdade 
pode oferecer.

Homens pequenos não suportam os livros 
cheios de tesão e amor que elas guardam
as músicas com letras enigmáticas
as fotos abstratas
as roupas metade preto e metade colorida.

Homens pequenos não podem competir 
com a grandeza de uma mulher louca.

Uma mulher que sente dez vezes mais 
do que o resto do mundo
que chora silenciosamente 
só pra não parecer fraca
que consegue caminhar sozinha
mas que aceita a companhia 
de alguém que a entenda.

Eles não suportam serem amados 
com tanta força
serem desvendados
descobertos facilmente
decorados e enfeitiçados.

Eles não podem ficar
porque seria loucura demais 
competir com o sexto sentido delas
com a beleza, com o sorriso inocente
com o olhar triste, com a boca que chama 
com o corpo que arde em adrenalina.

É por isso que eles fogem e têm medo. 

Mulheres assim 
se casam com a própria loucura
e acredite, elas são felizes.

Helena Ferreira


Publicado por Mone TCarmo em 30/05/2018 às 11h59
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Simone T Carmo, www.monetcarmo.prosaeverso.net) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
 
29/05/2018 20h20
Você...

Quem se junta aos porcos, farelo come!


Publicado por Mone TCarmo em 29/05/2018 às 20h20
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Simone T Carmo, www.monetcarmo.prosaeverso.net) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
 
29/05/2018 17h55
... circo de hipocrisia...

A gente vai descobrindo as pessoas com o tempo... Vai percebendo a hora de cair fora, e foram tantas as horas que o tempo apresenta e fazemos vista grossa... A gente ta ali, se ferindo, sendo a ouvinte mais amorosa, repreendendo os desejos mais destrutivos, sendo saco de pancada... As vezes explosões são necessárias!

Muitas vezes ter que ouvir "conviver com vc é impossível". Claro, não há nada a ser oferecido. Conviver pra quê? "Nunca disse que ficaria com vc pra sempre!", como eu "te odeio" ...

Ódeio por saber que todo esse circo foi montado por você!.


Publicado por Mone TCarmo em 29/05/2018 às 17h55
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Simone T Carmo, www.monetcarmo.prosaeverso.net) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
 
27/05/2018 20h24
Angustias por JORDAN CAMPOS

A angústia maior, que pode ser vista como neurose, depressão, ansiedade generalizada, pânico, etc...  só vem quando você não pode aceitar o fracasso em algum setor de sua vida. 



*Esta angústia arrebatadora  nunca vem quando você está sendo bem-sucedido*. Quando as coisas estão indo perfeitamente bem, quando você está no topo do mundo, por que deveria ficar angustiado?  Parece óbvio e é, mas o problema somente surge quando você descobre que não está mais no topo. Você está na vala escura e lúgubre, agora as coisas não estão indo bem. *E este lugar é o melhor lugar para te ensinar tudo*. É nesse momento que as doenças físicas e emocionais entram. A mesma energia que estava se tornando numa boa ambição, riso intenso, e que estava sob seu controle, se volta contra você como fracasso - começa a matá-lo, a destruí-lo. Se todo neurótico fosse bem-sucedido, não haveria mais neurose no mundo. Enquanto Hitler por exemplo foi bem-sucedido, ninguém suspeitou de que ele fosse louco. Mas, no último momento, quando ele perdeu - ele próprio soube que era louco - suicidou-se.



*Como sair destas neuroses e angústias?* Apenas exercitando a capacidade de entender. Entender e aceitar. Só isso.



Aceitar que estamos numa das salas de aula da nossa extensa missão.



Esta sala de aula é o nome que consta no nosso RG: é como nos chamam.



Uma parte de uma imensidão que nossa capacidade cerebral com sabedoria nos dá em véu. Nada nos acontece ao acaso. Não existem vítimas e culpados, apenas ações e reações. *O mal é um bem fora de lugar.*



Tudo pode ser modelado, flexibilizado e reescrito enquanto o coração bater.



Se agora dói é porque algo está pedindo para dar certo. Ame o que lhe provoca a dor, pois permitida foi. Ninguém vence o espinho odiando nem tentando ver culpados.



Se ele veio permitimos, e permitiram "lá de cima". Ame, ame até o fim. Mesmo sem saber amar – ame! Abrace o amargo e coloque teu doce nele.Se entorpeça do bem.



*Não se culpe nem culpe, aceite, assuma, abra os olhos enquanto eles puderem abrir.*



Evoluir não é descobrir novas coisas:



É apenas se dar conta do que sempre esteve aí existindo.



_Jordan Campos_



Publicado por Mone TCarmo em 27/05/2018 às 20h24
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Simone T Carmo, www.monetcarmo.prosaeverso.net) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
 
27/05/2018 00h19
SINTOMAS DE DESPERTAR ESPIRITUAL

1. Uma tendência crescente de deixar as coisas acontecerem ao invés de tentar controlá-las;



2. Ataques frequentes de alegria, sorrisos sem explicação e explosões de risos a qualquer momento;


3. Sensações de estar intimamente conectado aos outros e à natureza;



4. Episódios frequentes de apreciação e admiração das coisas simples;



5. Uma tendência de pensar e agir espontaneamente com amor, no lugar do medo baseado na experiência passada;



6. Uma nítida habilidade de viver cada momento;


7. Uma perda da habilidade de se preocupar;


8. Uma perda do desejo por conflito;



9. Uma perda de interesse por tomar as coisas como pessoais;



10. Uma perda de apetite em julgar o outro;


11. Uma perda de interesse em julgar a si mesmo;



12. Uma inclinação em dar sem esperar nada em troca.”


Publicado por Mone TCarmo em 27/05/2018 às 00h19
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Simone T Carmo, www.monetcarmo.prosaeverso.net) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.



Página 8 de 130 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras