... Expressividade ...

"Decifra-me mas não me conclua, eu posso te surpreender! - Clarice Lispector

Áudios

Ok Ok Ok... #apaixonamentos
Data: 31/12/2016
Créditos:
Texto/Voz: MoneCarmo
Musica de Fundo: Noite // Autor:TIÉ

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (MoneCarrmo) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.


Despedidas... Despedidas... e mais despedidas!!!
                                                             Ok,  ok, ok....
 
Quando descobrir que Dezembro me traria a possibilidade de ti, não dei tanta importância assim... Ar de arrogância, menino explosivo, um olhar que não olhava desnudava... Um jeito carentão de pedir atenção... Um motivo bobo e de repente iniciando uma DR (discussão de relacionamento) sem mesmo existir um...
 
Ok
Ok
Ok
Affe!! (me imagine revirando os olhos agora... haha)
 
Quantas foram as vezes que te mandei calar a boca mentalmente e te chamei de louco? De chato? De arrogante? E de menino que dá em cima de toda menina??
 
Perdi as contas!!
 
Mais foi Dezembro que me fez comer cada pensamento desse ai... E quem diria, eu mesma gritei cala boca menino acrônico e me beija!! E muitos foram os beijos... e hoje, admito que o desejo transcendeu minhas vontades!...
 
Me fazes sorrir sem mesmo está perto... E não estando é que me vem um monte de coisas que eu poderia te falar olhando nos olhos!
 
Não me peças desculpas por eu está apaixonada... Paixões são labaredas que ao menor sinal do vento ela tende a diminuir... Mais se eu continuar te tendo em minhas inspirações continuarás crescendo...
 
                                            Consegues entender tudo isso??? As letras tem o poderio de eternizar pessoas, fatos, situações... E hoje tu estais impregnado em tudo ao meu redor... Meu quarto, meu sofá, minha cozinha, minha caipirinha, no hotel preferido e no meu chocolate favorito!!
 
Ok
Ok
Ok
Ok
 
Alguém me disse, “não se apaixone! Apenas curta o momento.”  E eu? “Sim sim, não sou dessas de me apaixonar fácil... os momentos irei aproveitar!”... Me ferrei!!
 
Porque tu tinhas que ser tão parecido comigo? Por que minhas vontades e desejos tu deixastes eu te falar e te falando e que tu dissestes – “Faça!” “Serei teu, podes fazer de tudo!” ... Ah maldito dezembro!
 
Porque naquela madrugada de domingo febril, tu me abraçou tão forte, que delirei no calor da febre e ali, fazendo movimentos bruscos (como tu mesmo disse) era contigo que sonhava me tocando... Sentindo tuas mãos percorrendo meu corpo e tua respiração na nuca ate que sorrateiramente teus dedos me descobriram quente...

Ok
Ok
Ok

Ninguém vai entender essa cena, mais quem disse que é pra ser entendida... Eu senti! Eu tremi a carne eu te mandei calar a boca!!
 
Quis fugir... E ainda posso... Mais repare como meus pensamentos estão todos os dias contigo em orações, em pedido de proteção... Em luz!
 
Teu brilho nos olhos como na ultima foto é também um pequenino mais muito pequeno mesmo brilho dos meus, que tenho vontade de pegar no colo e com os olhos marejados d’agua dizer... “Todo amor será dado à ti – Tudo vai ficar bem!”
 
Ok
Ok
Ok
Ok
 
Me envolvi demais! OK! Mais não foste... E nem és um erro!
 
Lembra da conversa lá atrás de alguém?! “não se apaixone! Apenas curta o momento.”
Então...
 
Curti tanto os dois momentos (2 e 10) que olha ai a merda que deu!?
 
APAIXONAMENTOS...
 
E estais tão impregnado em meus desejos e em minhas vontades, que peço pra ventar todos os dias com a intenção desse fogo da paixão diminuir...
 
Ok
Ok
Ok
 
Isso não é uma despedida... “eu acho!”
 
Agora nesse momento decidir te esperar... Aguardar pelo teu retorno, a fim , de descobrir que se idealizei além do que já nos entregamos ou se eu me ferrei de vez!!
 
Feliz 2017 menino acrônico...
 
Obrigado por surgires nesse finalzinho de 2016 e trazer de volta essa inspiração que já não sentia a muitos “anos”... sim anos... tempos... com essa intensidade gostosa de sentir... a tempos não sentia...
 
Obrigado menino OK!
Obrigado menino monossilábico...
Obrigado menino de piadinhas sem graça...
Meu bumbum ainda balança quando passo, mais já não tenho teus olhos pra sentir
O fervor que sentia a alguns dias atrás!!
 
Chegue-se 2017... E traga minha melhor despedida!!
 

 
Enviado por MoneCat em 31/12/2016

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (MoneCarrmo) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.



Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras