... Expressividade ...

"Decifra-me mas não me conclua, eu posso te surpreender! - Clarice Lispector

Áudios

O eterno...
Data: 26/12/2016
Créditos:
Texto e Voz: MoneCarmo
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (MoneTCarrmo) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.


Poesia inspirada no filme: O filho eterno
Dirigido por Paulo Machline,
Adaptação do livro de Cristóvão Tezza.

 

Ao te tocar, quis ser eterno.
De alguma maneira tu me entendes
Teus olhos será meu paraíso,
Vamos pra casa agora?
 
Tem um abraço te esperando
E te prometo soprar coragem...
Um dia desistir de ser eterno, mais voltei atrás!
 
Já não me vejo sem tua presença.
Quero que o mundo te veja;
E ensinaras o que sejas vitória!
Quebrarás barreiras e correrás à frente do tempo.
 
Saberás que um dia tive medo;
E não lutei contra as lagrimas de desespero
Mais agora quero ser eterno...
E te seguir com o olhar de um vencedor;
Não sangrarás juro!
 
Talvez não veja teu mundo crescer;
Mais prometo que tentarei o infinito por isso
Cuidarei de tua estrada, serás minha força
Só saiba que farei de tudo, para saber quem fui!
 
Fui o melhor amor que já recebi
Fui a coragem mais bonita que já tive
Fui o homem mais chorão de todos
E tudo isso por ti...
 
Percebas, es a melhor essência de mim!
Agora se acomode aqui em meu peito
Escute o coração que te canta uma canção de ninar.
 

 
Enviado por MoneCat em 26/12/2016

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (MoneTCarrmo) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.



Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras